GLOSSARIO

A indústria de produção de carne suína, o odor de macho inteiro e os meios disponíveis para controlar esse odor envolvem questões complexas. Este glossário destina-se a auxiliar no entendimento desses assuntos.

Abatedouro Estabelecimento de processamento de suínos para produção de carne de consumo e outros derivados.

Androstenona É um esteróide testicular produzido no momento em que o animal atinge a maturidade sexual. Este esteróide se concentra nas glândulas salivares e atua como feromônio sexual. Juntamente com o escatol, a androstenona é uma das duas principais substâncias responsáveis pelo odor de macho inteiro.

Castração (cirúrgica/física; imunológica) Remoção dos órgãos sexuais ou dos hormônios reprodutivos, impedindo assim a reprodução do animal. O termo pode ser aplicado corretamente para descrever machos e fêmeas, porém é comumente aplicado apenas a machos.

Castração cirúrgica (ver também castração) Esterilização por meio da remoção dos testículos do macho.

Escatol Composto derivado do triptofano, formado no intestino grosso do suíno e que contribui para o odor característico das fezes. Juntamente com a androstenona, uma das principais substâncias responsáveis pelo odor de macho inteiro.

GnRF (fator liberador de gonadotrofinas) Composto liberado pela hipotálamo (parte do cérebro) que estimula uma cascata de eventos que, em última instância, controlam a função dos testículos nos suínos machos. Também conhecido como GnRH (hormônio liberador de gonadotrofinas).

Imunocastração Ativação do sistema imunológico dos animais para inibir hormônios e produzir temporariamente efeitos fisiológicos e comportamentais similares aos originados com a castração cirúrgica, inclusive controlar o odor de macho inteiro.

Macho castrado Suíno macho castrado cirurgicamente.

Macho inteiro ou cachaço Suíno macho não castrado (intacto).

Marrã Fêmea suína que ainda não teve uma leitegada.

Matriz ou porca Fêmea suína que já pariu ao menos uma leitegada.

Odor de macho inteiro Odor e sabor desagradável, evidente na carne de suínos machos inteiros em virtude do acúmulo no tecido adiposo de principalmente duas substâncias — a androstenona (esteróide testicular) e o escatol (produto do catabolismo microbiano do triptofano no intestino do suíno).

Organismo Geneticamente Modificado (OGM) Organismo cujo material genético foi alterado por meio de técnicas de engenharia genética comumente conhecidas como tecnologia de DNA recombinante.

Produto imunológico Produto capaz de induzir uma resposta imunológica.

Qualidade da carne De modo geral, a maciez, a suculência e o sabor são as características mais importantes que determinam a aceitabilidade da carne.

Sistema imunológico Sistema complexo, responsável pela proteção do organismo contra infecções e algumas substâncias estranhas.

Vacina Preparado que contém um antígeno e que é administrado a um animal para conferir imunidade contra o antígeno presente na vacina.

 

Referências
#